PROPAGANDA ELEITORAL. CNPJ 38.641.801/0001-09

Rinaldi Digilio faz grandes bancos devolverem R$ 6 bilhões sonegados de São Paulo

Vice-presidente da CPI da Sonegação Tributária, o vereador honesto, Rinaldi Digilio, conseguiu que os grandes bancos devolvessem R$ 6 bilhões

Vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Sonegação Tributária, o vereador honesto, Rinaldi Digilio, com muita luta conseguiu que os grandes bancos devolvessem R$ 6 bilhões sonegados aos cofres públicos.

Trata-se do maior valor da história recuperado por uma CPI e equivale a mais de 15% do orçamento de um ano da cidade de São Paulo. 

Tudo isso é fruto de trabalho investigativo e do comprometimento que o parlamentar tem com a população. Esse montante é a soma do que é devido por bancos e financeiras que sonegaram impostos ao registrar a sede de suas empresas em cidades como Barueri e Poá, mesmo atuando em São Paulo.

A CPI conseguiu acordos no valor de R$1,2 com bancos que reconheceram o erro e recolheram o imposto devido. Mais de R$ 4 bilhões foram apresentados em autos de infração, ou seja, multas que a Prefeitura emitiu contra esses bancos por causa das irregularidades.

O próximo passo é fiscalizar o uso do dinheiro para que seja investido em saúde, educação e moradia.

A cidade de São Paulo merece respeito e precisa de um vereador que esteja disposto a trabalhar em prol dos interesses da população, fiscalizando o poder executivo,  a prestação de serviços e as instituições que sonegam impostos da maior metrópole do Brasil.

O vereador, Rinaldi Digilio é um dos que mais trabalha na cidade de São Paulo e está entre os parlamentares mais produtivos da Câmara Municipal de São Paulo. Nos anos do seu mandato resolveu mais de 1.000 problemas e já conta com 35 projetos sancionados, nos quais foi autor ou coautor.

Acesse a página de projetos do vereador honesto, Rinaldi Digilio, e conheça as leis municipais das quais foi autor ou coautor, além dos projetos de lei (PL) apresentados com propostas de novas legislações para mudar São Paulo ou serviços públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *