Mais trabalho significa mais conquistas e não devemos parar de trabalhar

Mais trabalho significa mais conquistas e não devemos parar de trabalhar

Ainda criança, ao voltar da escola e passar na rua Francisco Polito, na casa de minha avó Irene, não imaginava que um dia seria vereador e poderia ajudar minha região em questões tão importantes. Os anos passaram e o desafio de ser vereador de São Paulo e de representar minha região surgiram em minha vida.

É inegável que a nossa região passou por grandes mudanças nesse tempo, principalmente, nos últimos dois anos em que sou vereador. Algumas obras esperadas por muito tempo por nós, moradores, enfim, saíram do papel e começam a beneficiar Vila Prudente, Mooca e Sapopemba.

O monotrilho, que era um sonho que virava um grande pesadelo, finalmente, começou a operar nas estações São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói e Vila União.

Na saúde, com muito empenho aqui na Câmara, cobrando a Prefeitura, enfim, as UBSs da Vila Ema e Pro Morar começaram a atender os moradores que esperavam há mais de 20 anos por esses importantes equipamentos públicos.

Essas conquistas, além de importantes, são merecidas. Essas obras são parte de uma dívida histórica que o Governo do Estado e a Prefeitura tinham com a nossa região, tão essencial para o desenvolvimento econômico, mas tão castigada pela falta de atenção.

Mas ficou tudo perfeito? Algumas figuras públicas acreditam que sim e se acomodam com as vitórias. Outras, adeptas do quanto pior melhor, falam como se tudo estivesse sem solução, mas não agem para melhorar.

Eu não. Acredito que conquistas são frutos de lutas e quem quer conquistar ainda mais não pode parar de lutar, mas não basta apenas reclamar. Por isso, 2019 será ainda um ano de muita luta aqui na Câmara Municipal.

Nossa região ganhou o monotrilho, mas ainda é preciso que opere bem, com segurança e não de qualquer jeito. Os moradores do Jardim Planalto, Fazenda da Juta e Teotônio Vilela também aguardam que o transporte sobre trilhos chegue.

Não é tolerável um esqueleto de obra como o CEU da Vila Prudente, que tirou áreas de lazer de nossa população lá parado, sem demanda, enquanto as áreas mais carentes do bairro têm falta de vagas para alunos.

Os alagamentos e enchentes, problemas tão antigo, precisam ser olhados com cuidado. Luto e vou continuar lutando para que melhore.

Rinaldi Digilio é o vereador que mais trabalha por São Paulo e o maior representante da Mooca, Vila Prudente e Sapopemba na Câmara Municipal
Publicado no jornal Folha da Vila Prudente – 08/02/2019

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *